Efeito de sistemas de colheita de cana-de-açúcar nos atributos físicos de um Latossolo Vermelho

Zigomar Menezes de Souza, Amauri Nelson Beutler, Renato Mello Prado, Marcelo José Costa Bento

Resumo


O sistema de colheita de cana-de-açúcar sem queima, no Brasil, está sendo imposto gradativamente pela legislação, sendo pouco esclarecidos os efeitos nos atributos físicos do solo. O objetivo deste estudo foi avaliar atributos físicos em sistemas de colheita de cana-de-açúcar em um Latossolo Vermelho eutroférrico argiloso, em Pradópolis (SP). Os tratamentos foram: - cana-de-açúcar com queima e corte manual (cana queimada), desde 975; 2- cana-de-açúcar sem queima e corte mecanizado seguido de transbordo (cana crua), desde 993; 3- mata nativa. Em 2003, foram determinados a composição granulométrica, a matéria orgânica, o grau de floculação das argilas, a estabilidade de agregados, a densidade e a porosidade do solo, a resistência do solo à penetração e a umidade, nas profundidades de 0,0-0,; 0,-0,2; 0,2-0,3 e 0,3-0,4 m. O delineamento experimental foi o de parcelas subdivididas, com cinco repetições. Os sistemas de colheita de cana-de-açúcar alteraram os atributos físicos até a profundidade de 0,4 m em relação à mata. No sistema de cana crua, até a profundidade de 0, m, foram encontrados valores superiores de matéria orgânica, estabilidade de agregados, densidade do solo, microporosidade e conteúdo de água, em comparação com o sistema de cana queimada.Palavras-chave adicionais: propriedades físicas; matéria orgânica; manejo; Saccharum officinarum.

Texto completo:

Artigo Completo - PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/1984-5529.2006v34n1p31+-+38