Produção de alface-crespa em solo e em hidroponia, no inverno e verão, em Jaboticabal - SP

Anderson Luiz Feltrim, Arthur Bernardes Cecílio Filho, Bráulio Luciano Alves Rezende, Roberto Botelho Ferraz Branco

Resumo


Objetivou-se, com o presente trabalho, avaliar o desempenho de quatro cultivares de alface do grupo crespa, nos períodos de inverno e verão, em cultivo protegido, cultivadas no solo e em hidroponia. Os experimentos foram conduzidos em casa de vegetação, na UNESP, Câmpus de Jaboticabal - SP. O delineamento utilizado foi o de blocos casualizados, em esquema fatorial 4 x 2, correspondendo, res­pectivamente, às cultivares (Marisa, Verônica, Veneza Roxa e Vera) e aos sistemas de cultivo (solo e hidroponia), com três repetições. O experimento foi conduzido em duas épocas (inverno e verão). As cultivares Marisa, Verônica e Vera mostraram-se adaptadas aos dois sistemas de cultivo, apresen­tando maior massa fresca da parte aérea; portanto, recomendadas para a região de Jaboticabal - SP. A cultivar Veneza Roxa apresentou menor área foliar e massa da matéria fresca de alface, cerca de 35 e 55%, respectivamente, que as outras três cultivares. O cultivo de verão determinou redução no acúmulo de matéria fresca cerca de 40%, constituindo-se em época pouco adequada à produção de alface em Jaboticabal e demandando manejo cultural apropriado para se produzir alface em mercado competitivo.

 

Palavras-chave adicionais: Lactuca sativa; cultivo protegido; época de cultivo; desempenho de cul­tivar.


Texto completo:

Artigo Completo - PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/1984-5529.2009v37n1p9+-+15