Índice de área foliar e produtividade da melancieira com frutos sem sementes em função do espaçamento entre plantas e de N e K aplicados por fertirrigação

Marcus Vinicius Irano Gonsalves, Luiz Carlos Pavani, Arthur Bernardes Cecílio Fillho, Anderson Luiz Feltrim

Resumo


O experimento foi conduzido no município de Tupã - SP, o qual tem como coordenadas geográficas latitude de 21º56'05" S, longitude 50º30'49" W e altitude de 524 metros, para avaliar os efeitos da aplicação de doses de nitrogênio e potássio via fertirrigação e combinadas com espaçamentos entre plantas na linha de plantio da cultura da melancia sem sementes ‘Shadow’. O delineamento foi o de blocos casualizados, em parcelas subdivididas, com três repetições. Os tratamentos nas parcelas corresponderam às doses de aplicação de N e K via fertirrigação (75%, 100%, 125% e 150% de 106,4 e 118 kg ha-1 de N e K, respectivamente) e, nas subparcelas, corresponderam aos espaçamentos entre plantas de 0,5; 1,0; 1,5 e 2,0 m, mantendo-se fixo o espaçamento de 2,0 m entre linhas de plantio. As mudas foram transplantadas em 05-08-2008, com uma folha não cotiledonar completamente crescida. Foram avaliados o índice de área foliar (IAF), a produtividade comercial e total de frutos e o número comercial e total de frutos. O espaçamento entre plantas de 0,5 m apresentou IAF maior que os demais espaçamentos até a metade do ciclo da cultura, maiores produtividade total e número total de frutos (42.091,08 kg ha-1 e 8.394,09 frutos ha-1, respectivamente) e maiores produtividade comercial e número comercial de frutos (40.191,26 kg ha-1 e 7.709,17 frutos ha-1, respectivamente), indicando possível relação entre IAF até essa fase e produtividade da cultura. A dose de N e K de 75% da dose de referência é a recomendada para aplicação por fertirrigação para o híbrido Shadow.

 


Palavras-chave


População de plantas; Citrullus lanatus; fertirrigação

Texto completo:

Artigo Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/1984-5529.2011v39n1%2F2p25+-+33