Épocas de aplicação de nitrogênio na cultura do arroz inundado

Gustavo Pavan Mateus, José Carlos Feltran, Carlos Alexandre Costa Crusciol

Resumo


A adubação nitrogenada contribui de maneira significativa para altos rendimentos dos cereais, de forma que o momento em que o nutriente está disponível à planta interfere na produtividade. Dessa maneira, conduziu-se experimento em casa de vegetação, com o objetivo de caracterizar o período crítico para a suplementação de nitrogênio na cultura de arroz inundado. Os tratamentos, distribuídos em blocos inteiramente casualizados, com três repetições, constaram da aplicação de 00 kg ha- de nitrogênio nos estádios de desenvolvimento: perfilhamento (P), diferenciação do primórdio da panícula (DPP) e emborrachamento (E), da seguinte maneira: () sem nitrogênio; (2) 00 kg ha- no P; (3) 00 kg ha- na DPP; (4) 00 kg ha- no E; (5) 50 kg ha- no P + 50 kg ha- na DPP; (6) 50 kg ha- no P + 50 kg ha- no E; (7) 50 kg ha- na DPP + 50 kg ha- no E; (8) 33,3 kg ha- em cada estádio (P, DPP e E). A aplicação parcelada de nitrogênio nos estádios de diferenciação do primórdio da panícula e de emborrachamento proporcionou maior produtividade de grãos. O número de panículas, a relação número de panículas/número de colmos e a produtividade de grãos de arroz estiveram relacionados com o teor de nitrogênio na folha- bandeira.Palavras-chave adicionais: Oryza sativa; várzea; época de aplicação; parcelamento.

Texto completo:

Artigo completo - PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/1984-5529.2006v34n2p144+-+149