Características agronômicas e distúrbios fisiológicos em cultivares de batata

José Carlos Feltran, Leandro Borges Lemos

Resumo


O trabalho objetivou avaliar o comportamento de cultivares de batata, quanto às características agronômicas e à ocorrência de distúrbios fisiológicos, como rachadura e crescimento secundário. Utilizou-se do delineamento experimental em blocos casualizados, com 8 tratamentos, representados pelos cultivares de batata Agata, Apuã (IAC-5977), Aracy (IAC-2), IAC Aracy Ruiva, Asterix, Bintje, Dali, Clone IAC-6090, Itararé (IAC-5986), Laguna, Remarka, Liseta, Mondial, Novita, Oscar, Picasso, Santana e Solide, com quatro repetições. O maior número de hastes por planta proporcionou densidades de hastes mais elevadas, incrementando a produtividade de tubérculos. Os cultivares Mondial, Liseta, Itararé, Dali e Novita apresentaram os maiores valores de produtividade total, enquanto ‘Mondial’, ‘Liseta’, ‘IAC Aracy Ruiva’, ‘Agata’ e ‘Itararé’, os maiores valores de produtividade comercial. A produtividade total do cultivar Laguna foi comprometida pela emergência lenta e pela baixa densidade de hastes, enquanto a elevada densidade de hastes favoreceu a produtividade total da ‘Mondial’. Os cultivares de maiores produtividades total e comercial foram 'Mondial' e 'Liseta'. Já 'Agata' e 'Aracy' apresentaram maior resistência à rachadura. ‘Aracy’ e ‘IAC Aracy Ruiva’ apresentaram-se tolerantes ao crescimento secundário, enquanto ‘Bintje’ e ‘Oscar’ foram suscetíveis.Palavras-chave adicionais: Solanum tuberosum; densidade de hastes, produtividade de tubérculos, rachaduras, embonecamento.

Texto completo:

artigo completo - pdf


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/1984-5529.2005v33n1p106-113