Produtividade e formato de raízes tuberosas de batata-doce em função do número de gemas enterradas

Amarílis Beraldo Rós

Resumo


A batata-doce é uma importante cultura no Brasil, sendo produzida em todos os Estados. É propagada vegetati­vamente, e suas estacas podem ser plantadas com diferentes comprimentos e número de gemas enterradas. Assim, o presente trabalho teve por objetivo avaliar a produtividade e o formato das raízes tuberosas de plantas originárias de estacas com mesmo comprimento, mas com diferentes números de gemas enterradas. O trabalho foi realizado em área de Argissolo Vermelho-Amarelo, textura arenosa. O delineamento experimental foi o em blocos ao acaso, com seis repetições, sendo os tratamentos quatro quantidades de gemas enterradas por estaca: 2; 4; 6 e 8. Cada estaca possuía 0,3 m e 10 gemas. Como resultado, foi verificado que o número de gemas enterradas não influenciou nas produtividades total e comercial e nos números total e comercial de raízes tuberosas, bem como na massa fresca individual, na massa seca e no formato das raízes. Logo, o número de gemas enterradas não promove variações na produtividade e no formato de raízes tuberosas.


Texto completo:

ARTIGO COMPLETO - FULL TEXT


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/1984-5529.2017v45n3p253-256