Produção, qualidade dos frutos e teores de nitrogênio foliar em maracujazeiro-amarelo sob adubação nitrogenada

Jefferson Bittencourt Venâncio, Édson Talarico Rodrigues, Murilo Vargas da Silveira, Wellington Farias Araújo, Edvan Alves Chagas, Alberto Moura de Castro

Resumo


Objetivou-se avaliar a adubação nitrogenada sobre a produção, qualidade dos frutos e nitrogênio foliar de maracujazeiro-amarelo. O experimento foi realizado no Câmpus da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – Aquidauana. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, em parcelas subdivididas. As parcelas corresponderam às doses de N (0, 70, 140 e 210 kg ha-1 ano-1 de N), enquanto nas subparcelas, os meses de colheita (1; 2; 3; 4; 5 e 6 meses). As variáveis estudadas foram produtividade (PROD) (t ha-1); número de frutos por planta (NFP); número total de frutos (NTF); número de frutos para consumo in natura (NFN) e número de frutos para o consumo industrial (NFI), por hectare; massa (MF), comprimento (CF) e diâmetro dos frutos (DF); espessura da casca (ESC); rendimento de polpa (REP) e suco (RES); concentração de sólidos solúveis (SS); acidez titulável (AT); e relação SS/AT; e teores de N foliar (Nfol), no primeiro ano de cultivo. A produção concentrou-se principalmente no quarto mês (junho), o incremento de N no solo influenciou na massa média do fruto (175,7 g), notadamente com a adição de 86 kg ha-1 de N; o comprimento dos frutos e os teores de N foliar aumentaram linearmente, até 91,6 mm e 40,49 g kg-1, respectivamente. Considerando a qualidade do fruto, na primeira safra de maracujazeiro-amarelo, nas condições de Aquidauana, recomendam-se 86 kg ha-1 ano-1 de N.



Texto completo:

ARTIGO COMPLETO


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/1984-5529.2013v41n1p11-20