Desempenho de cultivares de alface para cultivo hidropônico no verão e no inverno

Maria Aparecida Nogueira Sediyama, Marinalva Woods Pedrosa, Luís Tarcísio Salgado, Pedro Carlos Pereira

Resumo


Com o objetivo de selecionar cultivares de alface dos grupos americana, crespa e lisa, apropriadas para o cultivo hidropônico-NFT, foram instalados dois experimentos, um no verão e outro no inverno. No verão, foram estudadas as cultivares: Iara, Lorca, Lucy Brown, Org e Tainá (americana), Brisa, Itapuã, Marisa, Salad Bowl, Vera e Verônica (crespa); Babá-de-Verão, Brasil 303, Floresta, Monalisa, Regina 440 e Vitória-de-Verão (lisa) e, no inverno: Grandes Lagos, Iara, Kaesar, Lucy Brown, Madona, Ogr e Tainá (americana); Brisa, Elba, Grand Rapids, Hanson, Itapuã, Marisa, Vera e Verônica (crespa); Brasil 303, Carolina, Floresta e Lívia (lisa). Cada experimento foi instalado sob delineamento de blocos casualizados, com três repetições. As mudas, em espuma fenólica, foram transplantadas com 19 e 24 dias da semeadura no verão e no inverno, respectivamente, quando apresentavam três a quatro folhas. Na colheita, 46 e 63 dias após a semeadura no verão e no inverno, respectivamente, avaliaram-se o número de folhas por planta, comprimento do caule, massa fresca e seca de folhas, caule, raiz e planta inteira. As cultivares Salad Bowl e Verônica apresentaram menor resistência ao florescimento prematuro. As cultivares mais promissoras para o cultivo de verão foram Iara, Lorca, Lucy Brown, Brisa, Itapuã, Marisa, Vera, Brasil 303, Monalisa e Regina 440, e para o cultivo de inverno, Iara, Ogr, Tainá, Brisa, Elba, Grand Rapids, Hanson, Itapuã, Marisa, Carolina, Floresta e Lívia.

 

Palavras-chave adicionais: Lactuca sativa; cultivar; hidroponia; NFT; cultivo protegido; cultivo sem solo.


Texto completo:

Artigo Completo - PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/1984-5529.2009v37n2p98+-+106