Análise de crescimento e partição de fotoassimilados em plantas de abóbora híbrida Tetsukabuto submetidas a doses de nitrogênio

Sanzio Mollica Vidigal, Mário Puiatti, Maria Aparecida Nogueira Sediyama

Resumo


O nitrogênio (N) é o segundo nutriente mais absorvido pela abóbora Tetsukabuto, mas não se conhece a influên­cia de doses de N nas fases de crescimento e na partição de fotoassimilados na planta, sendo este o objetivo deste estudo. Para tanto, avaliaram-se cinco doses de N (0, 30, 60, 120 e 240 kg ha-1), em cobertura. O deline­amento foi em blocos ao acaso, com quatro repetições. A partir de 30 dias após a semeadura, as plantas foram coletadas a intervalos regulares de 15 dias ao longo do ciclo de cultivo, sendo determinados a massa seca. A partir dos dados primários, foi aplicada a análise de crescimento, sendo calculados a massa seca total da planta (Wt), parte aérea (Wpa), fruto (Wfr) e raiz (Wr), as taxas de crescimento absoluto da planta (Cwt) e do fruto (Cwfr), a partição de massa seca entre órgãos e o número e massa fresca de frutos. A máxima produtividade de frutos (13.609 kg ha-1), a maior Wt (864,07 g planta-1) e a maior Cw (36,87 g planta-1 dia-1) foram estimadas com 149 kg ha-1 de N. Os frutos acumularam de 54,5 a 76,2% da Wt. O nitrogênio altera o crescimento e a partição de fotoassimilados entre os órgãos da planta.


Texto completo:

ARTIGO COMPLETO - FULL TEXT


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/1984-5529.2021v49n1p42-50