Calagem e extratores químicos de manganês e zinco em Latossolo Vermelho e Neossolo Quartzarênico cultivados com soja

Reges Heinrichs, Eurípedes Malavolta, Adônis Moreira, Paulo Alexandre Monteiro de Figueiredo, Cleusa Pereira Cabral, Jonas Ruschel

Resumo


Os micronutrientes, embora tendo uma amplitude muito reduzida entre os teores deficientes, adequados ou tóxicos, são responsáveis por reduções significativas na produtividade das culturas. Torna-se importante o estudo de extratores que estimem sua disponibilidade e sua aplicação segura, para que se definam os métodos de análise de solo confiáveis, possibilitando uma eficiente diagnose nutricional. Entre eles, o manganês e o zinco são os que mais freqüentemente apresentam problemas em solos sob condições de cerrado. Com o objetivo de avaliar extratores que melhor representam a disponibilidade de Mn e Zn para cultura da soja, cultivada em solos sob vegetação de cerrado e submetidos à calagem com várias relações de Ca e Mg, foi instalado um experimento em casa de vegetação com os solos Latossolo Vermelho típico fase cerrado (LV) e Neossolo Quartzarênico (NQ), usando-se, como planta-teste, dois cultivares de soja (IAC 5- e IAC 7). O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com quatro repetições. A saturação por bases foi elevada a 60% mediante adição de CaCO3, CaCO3+MgCO3 (3:) ou CaCO3+MgCO3 (:). As doses de Mn e Zn foram 25 e 5 mg dm-3 para LV e 0 e 3 mg dm-3 para NQ, respectivamente. No solo, o teor de Mn foi fracionado nas formas trocáveis (Mehlich , Mehlich 3 e DTPA-TEA), solúvel em água, facilmente redutível e total; o Zn foi determinado pelos extratores Mehlich , Mehlich 3 e DTPA-TEA. Analisando-se os resultados, verificou-se que os teores de Mn e Zn no solo apresentaram alta correlação entre os extratores Mehlich , Mehlich 3 e DTPA-TEA; os extratores Mehlich , Mehlich 3 e DTPA-TEA apresentaram correlações positivas e significativas com os teores de manganês e zinco encontrados nas folhas usadas para diagnose, exceto no Neossolo Quartzarênico, em que o Mn extraído apresentou significância somente em Mehlich 3, para o cultivar IAC 7.Palavras-chave adicionais: cerrado; Glycine max; fertilidade do solo; nutrição de plantas.

Texto completo:

Artigo Completo - PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/1984-5529.2006v34n1p66+-+74