Produtividade e características comerciais do alho vernalizado em função de doses de nitrogênio

Claudinei Paulo de Lima, Leonardo Theodoro Büll, Clarice Backes, Leandro José Grava Godoy, Tammy Aparecida Manabe Kiil

Resumo


Conduziram-se dois experimentos, um em ambiente protegido e outro em campo, com o objetivo de avaliar o efeito de doses de nitrogênio sobre a produtividade e características comerciais na cultura do alho vernalizado cv Roxo Pérola de Caçador. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso, compreendendo sete doses de nitrogênio (0; 20; 40; 60; 20; 240; 360 kg ha-), com quatro repetições. As doses de nitrogênio foram aplicadas parceladamente em cobertura, aos 30 e 50 DAE (dias após a emergência). Foram obtidos os dados de produção de bulbos, porcentagem de bulbos pseudoperfilhados, índice de formato de bulbos e classificação de acordo com o tamanho. A produção total de bulbos não foi influenciada pelas doses aplicadas de nitrogênio; entretanto, para porcentagem de bulbos pseudoperfilhados, ocorreu aumento linear com o aumento das doses. Para o experimento realizado em ambiente protegido, não houve incidência de plantas pseudoperfilhadas, e a produção total de bulbos foi influenciada pelas doses de nitrogênio, obtendo-se a maior produção com a dose de 50 kg ha- de nitrogênio. Os bulbos, na sua maioria, ficaram concentrados nas classes 3 e 4, atingindo no máximo 42 mm de diâmetro. Palavras-chave adicionais: Allium sativum L., pseudoperfilhamento, produção de bulbos, adubação nitrogenada.

Texto completo:

Artigo Completo - PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/1984-5529.2008v36n1p48+-+55