Formulações de proteína hidrolisada na duração em vaso de hastes de rosa cortadas

Adalberto Di Benedetto, Daniel Pittaluga, Diego Benedicto

Resumo


Este estudo investiga os efeitos de formulações comerciais de proteína hidrolisada aplicadas por diferentes métodos na melhoria da qualidade e na duração em vasos de hastes de rosa cortadas. O experimento foi desenvolvido com plantas de roseira Cardinal. Foram usados quatro produtos comercias [Agrostim®, TerraSorb® (foliar), TerraSorb® (substrato) e AminoQuelant®] contendo aminoácidos e peptídeos de baixo peso molecular. Aumento generalizado na acumulação de massa seca nas hastes de rosa foi observado quando os produtos foram aplicados por um tempo relativamente longo (5 meses com freqüência semanal). Foi também observado aumento correlato na duração em vaso das hastes de rosa cortadas. A resposta foi independente do método de aplicação.Palavras-chave adicionais: rosa; pós-colheita; flor de corte; aminoácidos; peptídeos.

Texto completo:

Artigo completo - PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/1984-5529.2006v34n2p269+-+272