Produção de Brachiaria decumbens em função da cultura antecessora e das adubações nitrogenada e fosfatada

Simone Aparecida de Oliveira, Marco Eustáquio de Sá

Resumo


Estudou-se o efeito da sucessão de culturas e da adubação nitrogenada (0 e 40 kg ha-) e fosfatada (0; 20 e 40 kg ha-), na produção e qualidade de sementes e produção de forragem pela Brachiaria decumbens. O experimento foi instalado em Selvíria (MS), utilizando-se das seguintes culturas: milheto, sorgo granífero, guandu-anão, nabo forrageiro e pousio. Posteriormente, foi cultivada a B. decumbens. Para as culturas de guandu anão, nabo forrageiro e sorgo granífero, avaliaram-se a matéria seca das plantas, os teores de macronutrientes e a produção de grãos, e para o milheto e vegetação espontânea da área em pousio, avaliaram-se os mesmos parâmetros, exceto a produção de grãos. Para a Brachiaria, avaliaram-se a matéria seca das plantas e a produção de sementes, e fizeram-se a análise da pureza física, o teste de germinação e o teste de tetrazólio das sementes. O milheto e o sorgo granífero apresentaram maior produção de matéria seca (5.977 kg ha-) e de grãos (3.388 kg ha-), respectivamente. O guandu-anão e o nabo forrageiro apresentaram os maiores teores nutricionais. A incorporação das culturas antecessoras, como adubação verde, associada com a adubação nitrogenada e fosfatada, promoveu o incremento da produção e qualidade de sementes de B. decumbens, porém, no caso do guandu-anão, não há necessidade de se associar a adubação nitrogenada, pois apresentou altos teores de N.Palavras-chave adicionais: braquiária; adubação verde; matéria seca; qualidade de sementes.

Texto completo:

Artigo completo - PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/1984-5529.2006v34n2p178+-+187